Aumento da publicidade nos Reality Shows

Aumento de Publicidade em reality shows

Não é de hoje que os reality shows têm feito sucesso no Brasil. Títulos como Big Brother Brasil (BBB), A Fazenda, Power Couple, No Limite, entre outros, caíram não só gosto popular, mas ganharam a atenção de marcas interessadas na publicidade em reality shows, e se tornaram recorde de audiência e de menções nas redes sociais. 

Apesar do sucesso consolidado há algum tempo, a recente pandemia do coronavírus, fez com que as pessoas passassem ainda mais tempo à frente da televisão. O que contribuiu para que esses programas ganhassem um destaque ainda maior em diferentes nichos, o que consequentemente fez com que as marcas passassem a olhá-los com mais atenção.

Falando especificamente do Big Brother Brasil 2020, a audiência da TV Globo, responsável pela reprodução do reality no Brasil, teve uma ascensão inédita e as marcas que incluíram anúncios tanto dentro do programa, como nos seus intervalos, viram as vendas saltarem.

Por conta do sucesso do BBB 20, na edição de 2021, mais marcas passaram a investir – até mesmo brigar – por espaços dentro do programa – o que representou um aumento bastante significativo: as publicidades em reality shows cresceram 26%, de acordo com uma pesquisa realizada pela Kantar Ibope Media. 

O que são os Reality Shows?

De forma simples, os reality shows são um gênero de programas de televisão baseados na vida real. Ou seja, podemos considerar como um reality show um programa cujos acontecimentos neles retratados sejam fruto da realidade. Sendo assim, os indivíduos retratados na história são pessoas reais e não personagens fruto de um programa de ficção.

Os reality shows possuem vários formatos ou subgêneros e um exemplo bastante popular é o programa mundialmente conhecido como Big Brother, que foi criado em 1999 por John de Mol. 

Esses programas possuem roteiros a serem seguidos de acordo com o tema de cada um deles, e os participantes precisam resolver situações específicas ou apenas conviver uns com os outros.

Em alguns reality shows, como O Aprendiz ou No Limite, os participantes enfrentam desafios e demonstram suas habilidades para conseguir chegar até o final. Há também opções como Esquadrão da Moda, no qual em cada episódio uma pessoa passa por uma reforma pessoal e de estilo. Já outros como The Kardashian, que mostra a vida das socialites mais famosas dos Estados Unidos. 

Como os reality shows começaram?

Existem registros de reality shows no rádio e na TV, o primeiro a receber esse nome e formato que vemos hoje foi a série An American Family, que foi transmitida em doze partes no ano de 1973 nos Estados Unidos. 

A série ficou famosa por lidar com o divórcio de uma família nuclear e trazer em seu enredo – que foi replicado por inúmeros países – a revelação de que um dos filhos da família era homossexual. 

Reality Show Brasil x Mundo

Os programas de reality show passaram por uma grande transformação no final dos anos 90, quando o Big Brother chegou às telas. Criado pela Endemol em 1999, o BBB já foi exibido em torno de 60 países, com aproximadamente 500 edições ao longo dos anos. 

Uma análise da empresa Betway mostrou que um em cada três países têm no mínimo um reality show, independente do gênero, em sua grade televisiva. Segundo o estudo, mesmo com o sucesso do Big Brother no mundo, os realitys mais assistidos são: Survivor, RuPaul’s Drag’s Race, Keeping Up With The Kardashians, The Masked Singer, The Bachelor e Hells Kitchen.

Já no Brasil, o Big Brother ainda é o favorito do público, sendo que a média de audiência por cada episódio é de 22 milhões de pessoas, ou seja, 10% da população brasileira. 

As cidades que mais assistem aos programas no país são o Distrito Federal, com 28%; Salvador, com 21%; São Paulo, com 20%; Recife, com 18% e Fortaleza, com 17%. 

No mundo, os países que mais produziram diferentes reality shows foram EUA (228), Reino Unido (257), Austrália (197), Índia (193) e Coreia do Sul. No Brasil, desde 2000, já foram produzidas ao menos 63 edições de realitys.*

* Dados do Portal Uol.

Os principais Reality Shows dos últimos anos

Após quase 50 anos desde a estreia do primeiro reality show na Televisão – Uma Família Americana, 1973 – inúmeros outros programas do gênero já foram lançados e passaram a fazer sucesso entre telespectadores de todo o mundo. 

Deste modo, foi possível alcançar uma multidão de pessoas que genuinamente se interessam em ser um espectador da vida alheia e acompanhar os acontecimentos e desafios diários enfrentados por celebridades e anônimos.

De Big Brother a No Limite, esse tipo de programa tenta mostrar em tempo real a vida das pessoas que se dispõe a participar. Seja com relação a situações comuns do dia a dia, em desafios sobre temas específicos ou até mesmo em situações extremas, geralmente em troca de um prêmio com valor significativo. 

BBB

Lançado no país em 29 de janeiro de 2002, o Big Brother Brasil é um reality show que consiste em confinar os competidores em uma casa cenográfica. Assim, eles são vigiados por câmeras 24 horas por dia, não podendo se comunicar com seus parentes e amigos que estão do lado de fora. Muito menos ler jornais ou usar qualquer meio para obter informações sobre o que acontece do lado de fora da casa. 

A Fazenda

Lançada no Brasil em 31 de maio de 2009, A Fazenda é um reality show que testa participantes acostumados com a vida na cidade, dentro de um ambiente tipicamente rural. Os confinados, durante o tempo de reality, terão que acordar cedo e enfrentar o trabalho na roça. Uma outra característica que pode ser um desafio é ter que conviver com pessoas completamente diferentes. Neste caso, os participantes são pessoas já conhecidas pela mídia.

Realitys Netflix

A Netflix, uma das plataformas de streaming mais famosas e acessadas da atualidade, também conta com inúmeras opções de realitys para quem é fã da modalidade. Entre os títulos disponíveis no catálogo da plataforma estão Queer Eye, Casamento às Cegas, The Circle Brasil e RuPaul ‘s Drag Race. 

Masterchef Brasil

Outro sucesso de audiência, o Masterchef Brasil é um exemplo de reality show temático. Nesse programa, lançado em 02 de setembro de 2014, os participantes são cozinheiros (profissionais ou amadores) e têm seus talentos culinários testados por chefs renomados como: Erick Jacquin, Henrique Fogaça e Helena Rizzo.

No Limite

Lançado inicialmente em 23 de julho de 2000, o No Limite é um reality show brasileiro exibido pela TV Globo. Os participantes são isolados em uma ilha deserta e precisam viver em situações que exigem coragem, resistência física e emocional, além da convivência com outros participantes. 

O que determina o sucesso de um reality?

Existem diversos estudos que falam sobre o sucesso dos reality shows e o que faz  despertar o fascínio das pessoas por esse gênero televisivo. Afinal, em todos eles existe um comum acordo de que a principal explicação por trás do interesse está na identificação com os participantes. 

Uma pesquisa desenvolvida pelo professor de psicologia da Universidade de Haifa, em Israel, Jonathan Cohen, mostrou que os telespectadores dos reality shows costumam desenvolver grandes sentimentos de empatia pelos participantes. Em muitos casos, se reconhecem em suas escolhas e ações, o que aumenta ainda mais esse interesse.

Além disso, existe uma espécie de voyeurismo, ou prazer por presenciar situações de humilhação e dificuldade. Às quais os participantes são submetidos em alguma edições nesse formato de programa. 

Burburinho nas mídias sociais

Quando o assunto é reality shows, uma das redes sociais que mais se conectam ao tema é o Twitter. Isso porque a rede, que funciona como uma espécie de microblog, permite que os usuários comentem os acontecimentos do programa em tempo real. A consequência disso, é a sensação de fazer parte daquele momento.

Um levantamento recente realizado pela plataforma mostra que 91% dos usuários da rede no país inteiro acompanham os acontecimentos mais marcantes de realitys como: Big Brother Brasil, A Fazenda, MasterChef e outros na timeline. Podendo, inclusive, interagir com as contas dos participantes (administrada por equipe, amigos ou familiares).

Isso, consequentemente, também aumentou a presença das marcas patrocinadoras do programa nessa rede, fazendo com que elas investissem em estratégias de divulgação crossmedia. Ou seja, que acontecem simultaneamente na televisão e nas redes sociais. 

O que interessa tanto às marcas a patrocinarem os realitys?

Ao decorrer desse artigo você acompanhou o quão expressivo são os números de audiência em reality shows, dito isso, fica fácil perceber quais são os interesses das marcas diante aos programas.

Quando uma marca decide patrocinar um programa deste gênero, além de contar com um público fiel, ela ainda consegue com que as pessoas tenham tempo para experimentar o seu produto. Por exemplo, em um comercial de televisão a marca tem segundos para expor o seu produto ou serviço. Já em um reality, elas tem um tempo maior, pois são pessoas reais que estão consumindo em seu dia a dia.

Outro ponto a considerar é que no caso de programas em que os participantes são anônimos, há uma maior aproximação com a realidade. Deste modo, o público percebe que é uma pessoa como ele que está experimentando e dando o seu feedback.

Mas também vale ressaltar que nem todas as marcas estão à procura de clientes, mas de promover a sua imagem. Isso muitas vezes faz com que empresas já consolidadas paguem milhões para estar em um reality show, como é o caso da Avon, PicPay etc. 

Elas estão em busca de reconhecimento, de se tornarem referência, pois estarão em evidência por um longo período. Serão como se fizessem parte da vida das pessoas. Ao precisar escolher uma empresa, o consumidor irá optar pela que ele já conhece, que já ouviu falar.

A marca vai onde o público está

Uma coisa é certa: o aumento da publicidade nos realities shows não é em vão. Afinal, a audiência desse tipo de programa só cresceu nos últimos anos, motivada principalmente pela repercussão do assunto nas redes sociais. Isso fez com que com que mais pessoas queiram assistir aos episódios que estão sendo comentados para estar a par dos acontecimentos.

Além disso, estar onde seu público está é uma ótima estratégia para quem deseja aumentar a visibilidade. Fazendo com que a sua marca alcance novos patamares. Chegando até pessoas que até então desconheciam o seu produto e as vantagens que ele oferece. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

#BrasilDigitalNaoPara

Crie um e-commerce
em poucos dias
[e-book gratuIto]

Quer saber mais? baixe nosso e-book

×

istanbul escort beylikdüzü escort avcılar escort esenyurt escort mecidiyeköy escort bahçelievler escort arnavutköy escort şirinevler escort bağcılar escort bakırköy escort başakşehir escort aksaray escort ataköy escort bahçeşehir escort beylikdüzü kapalı escort bayrampaşa escort beylikdüzü türbanlı escort büyükçekmece escort esenler escort eve gelen escort halkalı escort kapalı escort kayaşehir escort küçükçekmece escort merter escort nişantaşı escort otele gelen escort sefaköy escort sınırsız escort sultanbeyli escort türbanlı escort tüyap escort zeytinburnu escort yakuplu escort bodrum escort marmaris escort

istanbul escort esenyurt escort esenyurt escort beylikdüzü escort bodrum escort marmaris escort istanbul escort beylikdüzü escort esenyurt escort beylikdüzü escort avcılar escort esenyurt escort esenyurt escort beylikdüzü escort avcılar escort esenyurt escort esenyurt escort avcılar escort şirinevler escort avcılar escort esenyurt escort beylikdüzü escort istanbul escort avcılar escort esenyurt escort beylikdüzü escort beylikdüzü escort istanbul escort türbanlı escort beylikdüzü escort izmir escort bursa escort sakarya escort maltepe escort denizli escort izmit escort beylikdüzü escort avcılar escort esenyurt escort